quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bilhete pra você


Eu tinha um bilhete, no qual escrevi todas as palavras que um dia quis te falar. Eu andava com esse bilhete guardado na minha agenda, lia e relia, várias e várias vezes, assim eu sentisse saudades suas. E de tanto lê-lo, eu percebi que já estava decorando as sensações que senti quando o escrevi e, mesmo assim, eu gostava de lê-lo todas as vezes que sua ausência me incomodava. Era como se cada vez que eu lesse, estivesse te falando tudo, e de novo e de novo. Eu gostava de sonhar acordada, quando entrava nele e chegava até você. Imaginava que eu o lia e você gostava e você sorria e você vibrava e você me abraçava, como se dali em diante, não existisse nada além de nós dois, ali... parados, sorrindo... abraçados. Eu lia várias vezes com a intenção de viver o que não aconteceu. Quisera eu encontrar esse bilhete ainda. Quisera eu que só o velho bilhete ainda hoje me fizesse sorrir imaginando esse passado calculado. O papel envelheceu. A tinha da caneta extravasou. A umidade rasgou as partes dobradas, já que eu guardava tão bem guardado, dobrava tão bem dobrado, com tanto cuidado... Pra que tanto cuidado? Hoje, eu já nem preciso dele para sonhar com você. Não preciso dele para sorrir com sua imagem abstrata, com seus abraços carinhosos.
Basta anoitecer
e eu dormir.


4 comentários:

  1. Lindo texto. Todos nos já passamos por isso. Infelizmente, muitas vezes confiamos na pessoa em que amamos, mas ela não retribua. É realmente decepcionante...

    Acesse meu blog:
    http://naomedigaabsurdos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rafael!
      Fico contente quando os leitores se identificam com meus textos. E receber comentários é ótimo! rsrs'

      Pode deixar que visitarei seu blog sim!
      Abraços e volte sempre que quiser! =)

      Excluir
  2. Lindo ... Me fez refletir bastante ...


    Seguindo seu blog ;)

    www.oinfocara.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Charles!
      Quando recebo comentários assim, fico feliz por poder colaborar, de alguma forma, na reflexão das pessoas! ;) É um prazer!
      Visitarei seu blog.
      E obrigada por seguir o meu. Abraços e seja bem vindo!

      Excluir

Obrigada por interagir no blog.
Seja sempre bem-vindo e comente o quanto quiser!

"Pra fazer poesia
tem que ter inspiração,

Se forçar...
Nunca vai ficar boa" - Vinícius de Moraes.

"Enquanto Eu tiver perguntas e não haver respostas... Continuarei a escrever"

- Clarice Lispector.

Meu mundo infinito particular:

Eu, somente eu
Escrito por mim sozinho
Ninguém mais do que eu
Minha voz, sou eu sozinho

De fato é difícil conviver assim
Com tudo aquilo que eu quero de mim
De fato é pesado ter que aceitar
Toda a realidade que sinto no ar

Por isso a poesia não me abandonou
nunca Me deixou
Por isso a poesia não me abandonou
nunca me deixou - A Poesia e Eu #Catedral.


Música e poesia, uma combinação perfeita para que eu entre nesse meu mundo particular, onde a natureza faz rimas só pra mim, e eu vivo infinitas possibilidades.

Inscreva-se

FeedBurner FeedCount

NOTA

A maioria das imagens inseridas nas postagens deste blog são retiradas da internet, sem a menor intenção de adquirir os direitos autorais destas. Assim, se alguém sentir-se prejudicado ou incomodado com o uso de sua imagem, entre em contato* e a imagem receberá os devidos créditos ou será retirada deste blog, como o possuidor dos direitos desejar.

*Ver aba de contatos.