sábado, 16 de abril de 2011

Separação que une nós dois.

O meu pensamento me traiu
O meu olho brilhou e o seu sorriso apareceu
Foi ai que meu sorriso também se abriu
E o seu olho também se acendeu

Que pena! Você não me pertence
Eu posso te abraçar e te tocar...
Já senti que isso você também sente
O difícil é não poder te beijar.

Quem diria... Que situação a nossa!
Muitos sorrisos e grandes olhares...
Mas nenhuma proposta...

Palavras de criança, essas foram milhares
O passado nunca existiu nessa história
Mas há coisas que ficarão na nossa memória.
 

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Indefinida Saudade

Segundo o dicionário, saudade é um substantivo feminino; lembrança triste e suave de pessoa, situação ou coisa ausente ou inexistente.
Mas na verdade, saudade vai além dessas descrições.
Saudade é ouvir aquela música e só no toque de introdução reviver cada momento com aquela pessoa.
É sentir o cheiro de um perfume e em fração de segundo lembrar o sorriso no rosto dela.
É fechar os olhos só para encontrar alguém. É estar pesado de tanto vazio.
Saudade é ir dormir a noite e não conseguir parar de pensar...
Saudade é aquela vontade enorme de dá um abraço bem apertado.
Saudade é relacionar fatos comuns do dia a dia com quem você quer estar.
Saudade não é só a lembrança de uma situação...
É querer está lá de novo. E aproveitar cada vez mais e mais.
Saudade é não saber explicar o porque da vontade de chorar e/ou sorrir quando se lembra o tão perfeito momento que se viveu...
Saudade é fazer loucuras tentando recuperar o tempo perdido.
Saudade é uma coisa que dói no peito, principalmente quando se fica algo por dizer.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Seus pedaços




Quando fecho os olhos, seus olhos continuam me olhando
Quando fico em silêncio... Me pego te admirando
Seu perfume ficou em minha roupa
Seu gosto em minha boca
O tom da tua voz ficou em meu ouvido
Quando te encontro, o tempo já foi dividido
Seu toque ficou em minha pele
É como um atrito que não repele
Os olhos guardaram seus sorrisos em minha mente
São lembranças que eu vivo tão frequente
E seu abraço ficou em meus braços
E quando eu te abraço, eu me enlaço.


"Pra fazer poesia
tem que ter inspiração,

Se forçar...
Nunca vai ficar boa" - Vinícius de Moraes.

"Enquanto Eu tiver perguntas e não haver respostas... Continuarei a escrever"

- Clarice Lispector.

Meu mundo infinito particular:

Eu, somente eu
Escrito por mim sozinho
Ninguém mais do que eu
Minha voz, sou eu sozinho

De fato é difícil conviver assim
Com tudo aquilo que eu quero de mim
De fato é pesado ter que aceitar
Toda a realidade que sinto no ar

Por isso a poesia não me abandonou
nunca Me deixou
Por isso a poesia não me abandonou
nunca me deixou - A Poesia e Eu #Catedral.


Música e poesia, uma combinação perfeita para que eu entre nesse meu mundo particular, onde a natureza faz rimas só pra mim, e eu vivo infinitas possibilidades.

Inscreva-se

FeedBurner FeedCount

NOTA

A maioria das imagens inseridas nas postagens deste blog são retiradas da internet, sem a menor intenção de adquirir os direitos autorais destas. Assim, se alguém sentir-se prejudicado ou incomodado com o uso de sua imagem, entre em contato* e a imagem receberá os devidos créditos ou será retirada deste blog, como o possuidor dos direitos desejar.

*Ver aba de contatos.